Thursday, 11 June 2015

O coupé na Avenida Fontes Pereira de Melo

Palácio Sabrosa e Palacete Gabriel José Ramires

«Era um coupé pintado de escuro, verde e preto, e tirado por uma parelha côr de castanha. O cocheiro, sem libré, estava em pé, de costas para nós, diante dos cavallos.»
—Eça de Queiroz, O Mistério da Estrada de Cintra, 1870
O seu nome provem do verbo francês couper (cortar). Viatura com quatro rodas, coberta, em que o passageiro ia virado para a frente do veículo, atrás do condutor, na frente do veículo. Normalmente existia um vidro, a separar o passageiro e o condutor, como protecção para a sujidade levantada pelos cavalos. Era uma viatura particular mas também utilizada como carruagem de praça.

Avenida Fontes Pereira de Melo [Início séc. XX]
Perspectiva tirada da Praça Marques de Pombal vendo-se à esq. o Parque Eduardo VII e, à dir.,  o Palacete Sabrosa e o Palacete Gabriel José Ramires

Paulo Guedes, in Arquivo Municipal de Lisboa









No comments:

Post a Comment

Web Analytics