Sunday, 7 May 2017

Rua (Direita) do Lumiar

Mais para norte da cidade, na zona do actual Lumiar, existiriam, na Lisboa medieval, estruturas de tipo militar. Havia um acampamento, muito possivelmente ligado à torre de aviso ou farol que aí se levantava, que deu origem ao actual nome "Lumiar". É, no mínimo, curioso e possivelmente significativo que na zona ainda subsista o topónimo "Torre do Lumiar". Serviria esta torre ou almenara para observar movimentos militares a norte da cidade e avisá-la, quando os movimentos o justificassem.

 

Calçada de Carriche Rua do Lumiar [Inicio séc. XX]
Antiga Rua Direita do Lumiar; ao fundo vê-se o começo da Calçada de Carriche; à dir. abre-se a Rua da Castiça  antigo troço da Estr. da Ameixoeira. O topónimo Rua da Castiça
(1985) recorda uma figura muito estimada de uma comerciante que ali exerceu actividade durante muitos anos.
Eduardo Portugal Fotógrafo não identificado, in AML

Rua Direita era a designação comum usada para a rua principal de um lugar e a Rua Direita do Lumiar já aparece mencionada em documentação do séc. XVI mas só por Edital de 08/06/1889 passa a designar-se Rua do Lumiar.
Refira-se que a freguesia do Lumiar só integrou o concelho de Lisboa a partir de 1885, por via da reforma administrativa introduzida pelo Decreto de 18 de Julho, e que o Edital municipal de 8 de Junho de 1889, que contemplou perto de 60 arruamentos, procurou organizar os novos territórios que passaram a integrar Lisboa e assim mudou topónimos com vista à sua simplificação e, também, à sua diferenciação de outros idênticos existentes noutras partes da cidade.

Estrada do Desvio Rua do Lumiar [Inicio séc. XX]
Antiga Rua Direita do Lumiar; os edifícios que vêem
ao fundo, no começo da Calçada de Carriche, foram  demolidos na década de 1960
Paulo Guedes, in AML
 
Bibliografia
(CRUZ,Luís, MIRANDA, Maria Adelaidea, ALARCÃO, Miguel (org.), A Nova Lisboa Medieval, p. 35, 2005)
(cm-lisboa.pt)

No comments:

Post a Comment

Web Analytics